Pages

quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Última turma de Formandos do Colégio Cenecista Castelo Branco, em 1989

Em pé: Sidney Camargo da Silva, Paulo França, Delili Tibes, Regina Tramontina, Tika (professor), Mariza Granemann, Adair Mattos (professor),  Ivonei Granemann, Erenita Veiga e Paulo Mattos.  Sentados: Renato Cavalheri, Cleiton Farias, Márcia Pierdoná, Marilu Santos e Antônio Scheffmacher. Local: Churrascaria Trevo
O blog cidadelebonregis sempre conta com a colaboração dos leitores internautas, que enviam histórias e fotos do passado lebonregense. Sem exceção à regra, nosso amigo Delili Tibes nos enviou um importante material, que resgata mais uma parte da extensa história de nosso município, enriquecendo ainda mais este espaço. Confira a matéria feita por Delili.
Nesta foto, está eternizada a última turma de Formandos do Colégio Cenecista Castelo Branco, em 1989. Na ocasião desta formatura, foi realizada a Homenagem de Honra para os Fundadores Sr. Walmor Carlin do Prado e Adelmir Carlin do Prado. Os professores da turma eram: Milton José David (Tika), Anice Veiga Silveira, Terezinha Santos Prado, Edna Cristina Pedon, Luiz Carlos Eccel, Enéias Dominoni, Adair da Silva Mattos, Zenilda Willemann e Irmã Maurícia. Alguns alunos não aprecem na foto, como: Valcir de Almeida Mello, Cibele Raposo (oradora), Márcio Pereira Telles e Fávio Rodrigues da Silva. Lema da Turma: "A vida é uma luta sem tréguas, e a luta é mais importante que a vitória."
Logotipo do Colégio Cenecista Castelo Branco, de Lebon Régis/SC
Esta matéria é um agradecimento a todos os Professores e pessoas da sociedade lebonregense "responsáveis" por manter aquela instituição funcionando, pois hoje muitos não lembram, mas o "Colégio Cenecista Castelo Branco" que foi fundado pelo Senho Valmor Carlim do Prado (falecido em 2011), com o objetivo de dar a chance aos que encerravam o ensino de Primeiro Grau e que não tinham condições de sair de Lebon Régis para estudar fora e Fazer o Segundo Grau.
Os alunos da "Escola Básica Frei Caneca" ao encerrar a Oitava Série, continuavam para o "Segundo Grau" no "Colégio Cenecista Castelo Branco" que ocupava as mesmas instalações, mas em suas salas no período noturno. Era uma nova etapa, que dava a oportunidade para decidir ente as duas especializações disponíveis na época, que eram "Magistério" ou "Técnico em Contabilidade" até que foi fechado o Colégio com a Última Turma de Formandos em 1989, que foi celebrada com a Colação e um Baile de Formatura no "Clube Sociedade Recreativa Tiradentes" já no novo endereço próximo ao "Estádio de Futebol"; A partir daí o "Segundo Grau" já era possível ser feito no "Colégio Frei Caneca" como vem sendo feito até hoje, deixando de existir essa importante Fundação de Ensino que fez parte da história da nossa cidade.

Colaboração: Delili da Silva Tibes

0 comentários: